Reposição Hormonal Masculina

Reposição Hormonal Masculina

Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino (DAEM), também conhecido como “andropausa”.
Trata-se de uma síndrome caracterizada por sinais e sintomas persistentes relacionados à deficiência do hormônio sexual masculino, confirmada através de exames laboratoriais que demonstrem baixos níveis de testosterona no sangue. Pode ocorrer em homens com mais de 40 anos e inclui sinais e sintomas que estão ligados à deterioração física, mental e da atividade sexual.

Diferentemente da menopausa nas mulheres, o processo de deficiência de hormônios nos homens é mais gradual. Consequentemente o quadro clinico não aparece de maneira tão abrupta, desenvolvendo-se gradualmente e variando de paciente para paciente, dependendo da idade de início do declínio, duração e severidade da deficiência.

Os sintomas mais comuns são:
– Infertilidade masculina;
– Diminuição do desejo e da atividade sexual;
– Disfunção erétil;
– Diminuição das ereções noturnas;
– Diminuição de pelos corporais (por exemplo: pelos axilares e pubianos);
– Diminuição do volume e da consistência dos testículos
– Ginecomastia;
– Perda de massa e força muscular;
– Obesidade visceral;
– Diminuição da densidade mineral óssea (osteoporose), aumentando o risco de fraturas;
– Fogachos (instabilidade vasomotora);
– Mudanças no humor, fadiga e irritabilidade;
– Distúrbios do sono;
– Síndrome metabólica (hipertensão, obesidade e dislipidemia);
– Diabetes mellitus;
– Diminuição das funções cognitivas (atenção, memória, raciocínio, etc.).

Os principais objetivos da reposição hormonal masculina são: Restaurar os níveis normais de testosterona nos homens com deficiência de testosterona, recuperar a força e massa muscular, melhorar a composição corporal, manter a densidade óssea (reduzindo o risco de fraturas), melhorar o controle glicêmico e os distúrbios do colesterol, melhorar as funções cognitivas e a irritabilidade, melhorar a função sexual masculina, a sensação de bem-estar e a qualidade de vida de uma maneira geral.

É muito importante salientar que, apesar da terapia de reposição de testosterona ser muito importante no controle dos sintomas, muitos homens com déficit hormonal têm alguma doença crônica, são obesos, sedentários ou sofrem com estresse (problemas financeiros, falta de parceira, etc). Nesses casos a mudança de estilo de vida, perda de peso e a identificação e tratamento adequado de comorbidades (como a depressão) são mais importantes que a reposição hormonal isoladamente.

Entre em contato conosco!

Pré-Consulta

Nós Retornamos para você!

Todos os direitos reservados - © Copyright 2016 - Soma Virtual