Pedra nos rins (Cálculos Renais)

Pedra nos rins (Cálculos Renais)

Pedras nos rins, também conhecidas como litíase renal e litíase urinária, acontecem quando determinadas substâncias presentes na urina atingem concentrações muito acima da capacidade do organismo em mantê-las diluídas. Quando isso ocorre, cristais são formados e esses cristais podem se juntar e formar as famosas pedras.

Os cristais e as pedras pequenas são eliminados espontaneamente através do fluxo urinário. Se as pedras crescem demais elas podem provocar a obstrução do rim e do canal que liga o rim até a bexiga (ureter), provocando a famosa “cólica renal” uma das piores dores que o ser humano pode experimentar, que pode ser sentida nas costas ou no abdome, podendo ser acompanhada de náuseas, vômitos, febre, insuficiência renal e até mesmo sangue na urina.

Quando é feio o diagnóstico de litíase urinária, o urologista avalia a quantidade de pedras, o tamanho, a localização, a anatomia do aparelho urinário, a densidade dos cálculos e o quadro clínico do paciente. Com essas informações o urologista e o paciente têm condições de optar pela melhor forma de tratamento:

  • Apenas observação e terapia expulsiva (sem cirurgia)
  • Litotripsia extracorpórea por ondas de choque (sem cirurgia)
  • Ureterorrenolitotripsia flexível a laser (tratamento cirúrgico)
  • Cirurgia renal percutânea (tratamento cirúrgico)

O tratamento dos cálculos urinários pode ser eletivo, ou seja, programado com antecedência, ou de urgência. A avaliação clínica feita por um profissional habilitado definirá a melhor conduta.

 

Entre em contato conosco!

Pré-Consulta

Nós Retornamos para você!

Todos os direitos reservados - © Copyright 2016 - Soma Virtual